top of page
Buscar

Documentario Reality : O Devorador de Peixe.




Nesse episodeo um dos maires inimigos da criação retornouporem só ser percebido bem tarde naquele dia. A jornada vai começar bem cedo, e muitas tarefas vão surgir durante todo o processo, arrumar cerca, colcoar para encher os tanques de peixes pequenos e filhotes de carpas, os alevinos de carpas kois estão crescendo e logo vão ficar disponiveis para venda. Algumas separações de peixes serão feitas para venda e muito mais !


Os platys, espadas e molinésias são todos peixes populares de aquário que pertencem à família dos Poecilídeos e são nativos da América Central. Eles são amplamente criados em aquários de água doce devido à sua beleza, resistência e facilidade de cuidado. Aqui estão algumas informações sobre cada um deles:


  1. Platys (Xiphophorus maculatus): Os platys são peixes coloridos e vibrantes que vêm em uma variedade de cores e padrões, incluindo vermelho, laranja, amarelo, azul e até mesmo variações de cores mais raras. Eles são conhecidos por sua natureza pacífica e são ótimos para aquaristas iniciantes. Platys são fáceis de cuidar e podem se adaptar a uma variedade de condições de água. Eles também são peixes vivíparos, o que significa que dão à luz filhotes vivos em vez de depositar ovos.

  2. Espadas (Xiphophorus hellerii): As espadas são parentes próximos dos platys e também são peixes vivíparos. Eles são chamados de "espadas" devido à forma distintiva de suas nadadeiras caudais, que se assemelham a uma espada. Assim como os platys, as espadas vêm em uma variedade de cores e padrões, o que as torna muito populares entre os aquaristas. Elas são peixes resistentes que se adaptam bem a uma variedade de condições de água e são conhecidas por sua natureza sociável.

  3. Molinésias (Poecilia sphenops e Poecilia latipinna): As molinésias, também conhecidas como "mollys", são outro grupo popular de peixes de aquário vivíparos. Assim como os platys e as espadas, as molinésias vêm em uma variedade de cores e podem apresentar padrões interessantes. Elas são peixes resistentes e fáceis de cuidar, tornando-as uma excelente escolha para aquaristas iniciantes. Molinésias também são conhecidas por seu comportamento pacífico, o que as torna compatíveis com uma variedade de outras espécies de peixes de aquário.

Em geral, os platys, espadas e molinésias são populares no aquarismo devido à sua beleza, facilidade de cuidado e natureza pacífica. Sua capacidade de se adaptar a uma variedade de condições de água e sua reprodução vivípara os tornam escolhas ideais para aquaristas de todos os níveis de experiência. No entanto, é importante garantir que o aquário esteja devidamente configurado e mantido para atender às necessidades específicas desses peixes, incluindo a qualidade da água, alimentação adequada e espaço suficiente para nadar. Para cuidar adequadamente de platys, espadas e molinésias em um aquário, é importante monitorar e manter os seguintes parâmetros de água:

  1. Temperatura da água: A temperatura ideal para esses peixes está geralmente entre 18°C e 26°C (72°F a 79°F). Manter a temperatura dentro dessa faixa ajudará a garantir que os peixes permaneçam saudáveis e ativos.

  2. pH da água: Esses peixes preferem uma faixa de pH ligeiramente alcalina, geralmente entre 7,0 e 8,5. É importante monitorar o pH regularmente e fazer ajustes conforme necessário para manter a estabilidade.

  3. Dureza da água: A dureza da água pode variar dependendo da origem dos peixes. No entanto, esses peixes geralmente se adaptam bem a uma ampla gama de durezas, desde água macia até moderadamente dura. Manter a dureza da água estável é mais importante do que atingir um valor específico.

  4. Amônia, nitrito e nitrato: É essencial manter os níveis de amônia e nitrito em níveis indetectáveis, pois são altamente tóxicos para os peixes. Os níveis de nitrato devem ser mantidos baixos, idealmente abaixo de 40 ppm (partes por milhão), através de trocas regulares de água e manutenção adequada do filtro.

  5. Oxigênio dissolvido: Garantir uma boa oxigenação da água é crucial para a saúde dos peixes. Certifique-se de que o aquário tenha uma boa circulação e aeração para manter níveis adequados de oxigênio dissolvido.

Além desses parâmetros, é importante realizar trocas parciais de água regularmente (aproximadamente 10-20% do volume do aquário a cada 1-2 semanas) e manter um sistema de filtragem eficiente para garantir a qualidade da água. Observar o comportamento e a saúde dos peixes também é fundamental para identificar rapidamente quaisquer problemas e tomar medidas corretivas, se necessário.



180 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page